Estado de Goiás

UEG realiza evento em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca  

O Sistema Integrado de Bibliotecas Regionais (Sibre), vinculado à Coordenação de Ensino da Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Estadual de Goiás (UEG), realizou nesta terça-feira, 31, um dia de atividades em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca.

A intenção foi promover um encontro entre os bibliotecários e auxiliares das bibliotecas da Instituição e ainda realizar discussões acerca do incentivo à leitura e sobre gestão de bibliotecas universitárias.

IMG_8143Na abertura do evento, o professor Haroldo Reimer, reitor da UEG, saudou os bibliotecários e os assistentes e reforçou a importância do papel desses profissionais.

“Vocês são como uma espécie de cicerone para os alunos, quando estes precisam buscar alguma literatura sobre um tema específico. Além disso, vocês realizam o fundamental trabalho de organização e sistematização dos materiais e, juntamente com os docentes e demais servidores, têm um papel muito importante no incentivo à leitura”.

A professora Suely Cavalcante, coordenadora de Ensino da PrG, também cumprimentou os presentes e anunciou que é do interesse da Pró-Reitoria que o evento em comemoração à Semana do Livro e da Biblioteca ocorra todos os anos.

Antes da palestra principal, Ceila Rodrigues, bibliotecária da UEG, contou uma história infantil.

 Biblioteca universitária e a leitura
Andrea Pereira dos Santos, professora do Curso de Biblioteconomia e vice-diretora da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás (UFG), ministrou a palestra A biblioteca universitária e o incentivo à leitura.

A professora abordou questões que prejudicam a formação do leitor jovem no Brasil, como a desconsideração das leituras feitas por eles no meio digital e a forma como se trabalham literatura e interpretação de texto na educação básica.

A professora ressaltou que a formação do leitor é um processo, sendo que é preciso, primeiramente, respeitar a necessidade informacional dos jovens e seus gostos e, a partir disso, ensinar a eles os caminhos para que alcancem as leituras mais densas.
De acordo com Andrea, ainda é recorrente a ideia de que a biblioteca é apenas o local onde se emprestam e se devolvem livros. “Poucos sabem que a biblioteca universitária presta serviço de referência, de direcionamento em relação à pesquisa científica, de levantamento de dados bibliográficos, de orientação do uso de normas da ABNT e até de busca por livros de literatura”, afirma a professora.

Por isso, para Andrea, é necessário difundir que a biblioteca é um espaço de sociabilidade, onde grupos podem se encontrar, estudar e construir juntos conhecimento. O estudante também precisa saber que, na biblioteca, ele pode aprender a manipular as fontes de informação, a transformar essa informação e usá-la de forma ética, ou seja, “é preciso conquistar o estudante na perspectiva do letramento informacional”, completa Andrea.

Além disso, conforme a professora, para atrair o estudante para biblioteca universitária, é necessário criar nele o sentido de pertencimento a esse lugar. Isso pode ser construído a partir da promoção de atividades e ações culturais contínuas de interesse do estudante dentro da biblioteca, como: debates sobre filmes, rodas de leitura, concursos e exposições de ilustrações e poesias produzidas pelos próprios estudantes.

O dia de comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca também contou com uma mesa-redonda sobre a gestão de bibliotecas da UEG, além de apresentações culturais, troca de livros, exposição de editoras e venda de produtos artesanais.

Biblioteca Virtual
O reitor Haroldo Reimer aproveitou a oportunidade para anunciar que a UEG está em processo de aquisição da Biblioteca Virtual. Segundo ele, várias plataformas estão sendo adquiridas para disponibilizar obras de referência aos usuários da UEG.

“Há uma tendência internacional em que o texto impresso está sendo superado pelo texto eletrônico. Então, estamos procurando nos sintonizar a essa tendência, à medida que flexibilizamos e oportunizamos mais caminhos de acesso a excelentes textos”, explicou Haroldo.

     

(Adriana Rodrigues |CeCom|UEG)

Notícia publicada em 02/11/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás